5.12.08

 


 



Comemora-se hoje o Dia Internacional do Voluntariado.


 


Foi há 23 anos que a Assembleia Geral das Nações Unidas decidiu demonstrar o seu apreço público pelo trabalho desenvolvido por milhares de pessoas que, por todo o mundo, de uma forma sistemática ou esporádica, vão contribuindo com o seu tempo, disponibilidade e vontade, para tentar construir um mundo um bocadinho melhor.


 


Para além do trabalho fundamental que estes Voluntários vão desenvolvendo, o que para mim ressalta mais, é a sobrevivência do sonho de criança de todas estas pessoas que abdicam muitas vezes dos seus tempos de descanso e convivio, com a convicção de que todos juntos e aos bocadinhos, podemos não conseguir mudar o mundo, mas podemos ir fazendo a diferença no nosso entorno.


 


Parabéns a todos os Voluntários e espero que o sonho persista sobre as adversidades que se vão encontrando.


 


Alexandre Teixeira


 


Mensagem do Secretário-Geral da Nações Unidas


Mensagem do Administrador da UN Development Programme


Mensagem da Coordenadora Executiva da UN Volunteers


 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 12:15  Comentar

De Cidália a 6 de Dezembro de 2008 às 18:27
O que eu penso dos voluntários, esses anónimos heróis:

Consciente das desigualdades e das diferenças, da solidão e da miséria humana, não as aceita como fatalidades: ajuda a minimizar os seus efeitos.
Não se envaidece com os seus actos; também não os desvaloriza. Sabe qual é o efeito de pequenos gestos, como o de escutar, por exemplo. Por isso pára e dá atenção ao Outro.
Familiares e amigos não se cansam de elogiar o seu espírito de ajuda. Não entende porquê e questiona-se: o que eu faço, não é uma obrigação?
O voluntário não pensa em si, não se esgota em si, esgota-se com o Outro.

Cidália Carvalho

De Susana Cabral a 5 de Dezembro de 2008 às 23:24
Para todos os que tem a generosidade, a disponibilidade de dar o seu tempo a todos aqueles que precisam, tendo em troca apenas o prazer de contribuir (nem que seja uma gota num oceano de problemas) para a diminuição do sofrimento -Aos Voluntários os meus parabéns e a minha profunda admiração.

Susana Cabral

Luanda | Angola

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Ana Martins

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Leticia Silva

> Maria João Enes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Almeida

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

16
17
18

22
23
25
26
27

28
29
30
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
O tempo, a arbitrariedade da vida e as fragilidade...
Obrigado SAPO.AO!!
E claro que é no "Cenas na net" mas este na homepa...
Torna-se 'repetitivo', mas no bom sentido que faze...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: