25.11.11

 

1. Pensar sobre o assunto

O que querem dizer com (Des) Organização? Trato o tema como uma questão laboral? Não fazia mais sentido se o fizesse do ponto de vista pessoal? No fundo somos todos mais ou menos desorganizados… Com tudo aquilo que se passa hoje em dia nas nossas vidas, cada vez mais difícil tomar o pulso às coisas… Vá organiza-te… E se fosses para o campo da Psicologia? Caraças, mais um texto chato debitado para o mundo não! E se imprimisses um pouco de humor no mesmo? Pronto, lá estás tu a divagar outra vez. Desorganização vs. Organização? Estou perdido…

 

2. Procurar referências

Ok… pode ser que te ajude. Organização – s. f. 1. Ato ou efeito de organizar; 2. Organismo; 3. Estrutura; 4. Fundação, estabelecimento; 5. Composição. (in www.priberam.pt). Bem, tens aqui alguns ângulos que não tinhas pensado. Desorganização – s. f. s. f.

Falta de boa organização; confusão; desordem. (in www.priberam.pt). Aha! Podem não ser bem polos opostos. Lembra-te disto. Melhor! Sê organizado! Sublinha! E no Google? Bem, as sugestões para organização são: organização mundial de saúde, organização de eventos e organização curricular. Desorganização: desorganização mental, desorganização do pensamento, desorganização cerebral. LOL Então no Desorganização vs. Organização ganha esta última. Tudo o que é da primeira remete para a doença. Bem, parece que vamos ter mesmo de abordar isto da perspetiva da Psicologia…

 

3. Estrutura

a) Vai ao e-mail e faz download do modelo para escrever;

b) Define o título (ideia: (Des) Organização: Opostos ou só diferentes?);

c) Definição de cada uma;

d) Aborda primeiro a Organização (menos interessante sob o ponto de vista escolhido);

e) Aborda a Desorganização e faz aqui a ponte para a Psicopatologia (nada muito técnico…). Também podes ir para o lado da Psicologia Organizacional… Fala com o Ricardo Carneiro.

f) Remata o texto sublinhando o óbvio: a organização não é só ter tudo direitinho nas várias componentes da vida e a desorganização não é só e apenas o seu oposto. Não te esqueças de referir a componente subjetiva da coisa. Escreve um comentário humorístico sobre a tua própria (des) organização para haver alguma identificação com os leitores.

 

Nota: Não te esqueças que é até dia 10. Escrever na próxima 5ª, sem falta! Coloca lembrete no Mac.

 

Rui Duarte

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 01:05  Comentar

Luanda | Angola

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Ana Martins

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Leticia Silva

> Maria João Enes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Almeida

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
17
19

20
21
23
24
26

27
28
30


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
O tempo, a arbitrariedade da vida e as fragilidade...
Obrigado SAPO.AO!!
E claro que é no "Cenas na net" mas este na homepa...
Torna-se 'repetitivo', mas no bom sentido que faze...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: