29.5.12

 

De manhã acordo sozinha na cama e tomo o pequeno-almoço também sozinha. Mas não me sinto sozinha, pois sei que o passo seguinte é ligar o computador e começar a trocar mensagens com os meus muitos amigos, que estão lá sempre para interagir comigo.

Saio para o trabalho, aquele de que não gosto, mas não me sinto triste, pois sei que terei o facebook ligado e estarei disponível para qualquer mensagem que surja e me distraia das tarefas maçadoras e rotineiras que me fazem doer as mãos e a cabeça.

Paro para o almoço, mas não terei que aturar os colegas insuportáveis, porque os meus amigos também gostam de comer pertinho do computador, deixando músicas e vídeos que nos fazem descontrair.

O final do dia chega e ainda tenho tanto para fazer! Marcaram um evento ao qual milhares de pessoas aderiram e eu não poderei faltar, claro, pois sou uma cidadã muito ativa e junto-me às causas que defendem os mesmos valores que eu. Apesar de não conhecer pessoalmente nenhuma desses milhares de pessoas, sinto que estamos todos ligados por um objetivo comum e isso vale mais do que muitos cafés com as pessoas que vivem perto de mim, que já não são tão amigos quanto isso. Nem têm facebook... Não aderem a estas causas nobres.

Depois do grande evento, a defender os direitos dos animais com a minha presença virtual, resta-me ir até ao ginásio, fazer o exercício diário. Mas que chatice, ter que me deslocar até aquele local cheio de gente, onde todos falam como se estivessem online o dia todo. Ainda não encontrei um site bom com exercícios que possa fazer em casa sozinha, mas ando à procura e de certeza que há!

O jantar chega e com ele mais conversas acesas com os meus amigos. Todos sabemos o que vamos comer e até partilhamos receitas. É uma troca de vivências e experiências muito enriquecedora e tenho adorado as sugestões que lá partilham. Terei que jantar sozinha, mas isso não me preocupa, pois a seguir ao jantar já poderei comentar com eles a experiência de degustação que tive em casa.

Poderia ver um filme, sozinha na sala, mas para quê, se posso jogar em comunidade com os meus amigos? É fantástica esta companhia sem sair de casa!

Ah! Esqueci-me de ir às compras... Tive tanto que fazer durante o dia, sempre a receber mensagens importantíssimas de amigos que merecem toda a minha atenção... Lá terei que pedir online. O que vale é que a lista de compras é fácil de fazer, pois no site os artigos estão no lugar de sempre. É bem mais fácil do que ir para o parque de estacionamento do supermercado com o carro, pegar num carrinho, procurar os artigos que vão mudando de lugar e preço só para nos enganarem, e ainda por cima ter que discutir com a menina da caixa que parece que não convive com ninguém o dia todo. Tenho que lhe dar o meu endereço online para travarmos conhecimento para ela se tornar mais sociável!

 

Sónia Abrantes (articulista convidada)


Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 00:05  Comentar

Luanda | Angola

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

>Alexandra Vaz

>Ana Martins

>Cidália Carvalho

>Ermelinda Macedo

>Fernando Couto

>Jorge Saraiva

>José Azevedo

>Leticia Silva

>Maria João Enes

>Rui Duarte

>Sandra Pinto

>Sandra Sousa

>Sara Almeida

>Sara Silva

>Sónia Abrantes

>Teresa Teixeira

Maio 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
17
19

20
21
23
24
26

27
28
30
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
O tempo, a arbitrariedade da vida e as fragilidade...
Obrigado SAPO.AO!!
E claro que é no "Cenas na net" mas este na homepa...
Torna-se 'repetitivo', mas no bom sentido que faze...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: