24.2.17

Pissed-off-Macmao.jpg

Foto: Pissed-off - Macmao

 

Os gritos podem ser emitidos por razões diferentes, sendo certo que contêm sempre um fundo de sobrecarga emocional. Não será excessivo afirmar que há gritos para todos os gostos e desgostos, como se apercebe no dia-a-dia. Em gritos exprimimos muitas das nossas emoções positivas ou negativas; com gritos espantamos as nossas sensações; em gritos evitamos que o silêncio nos consuma; com gritos podemos afastar certos perigos. O grito pode afinal ter um efeito libertador do espírito e da mente. Mesmo nos animais, também eles, irracionais como são, perante um perigo iminente e quando vítimas de sofrimento físico, emitem gritos dilacerantes. Mas o grito é da essência do ser humano, pois só ele, ao emitir gritos, desabafa as suas emoções de medo, de angústia, de pânico e frustração em certos momentos da sua vida.

 

Nem sempre, porém, o grito encerrará uma carga negativa, como acontece em momentos de alegria, de euforia e de contentamento ou deslumbramento, com significado de vitória, cujas emoções excessivas e incontidas, desencadeiam gritos de gáudio e de satisfação desmedida. Com o grito se descarrega, pois, toda a carga emotiva perturbadora que provém do fundo da alma, cujo movimento interior nos pode levar a fazer ou deixar de fazer algo de importante como sinal de vida intensa.

 

José Azevedo

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Luanda | Angola

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Ana Martins

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Leticia Silva

> Maria João Enes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Almeida

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Fevereiro 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
14
15
16
18

19
21
23
25

26
28


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
O tempo, a arbitrariedade da vida e as fragilidade...
Obrigado SAPO.AO!!
E claro que é no "Cenas na net" mas este na homepa...
Torna-se 'repetitivo', mas no bom sentido que faze...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: