7.5.14

 

Quando me pediram para escrever sobre a Infância, pensei em falar sobre a sua importância na vida do atual adulto e em como, dizia Freud “A criança é o pai do adulto”. Depois pensei em falar nos cheiros que nos fazem viajar até ao passado, o da cozinha ao pequeno-almoço, da escola no primeiro dia de aulas… mas na verdade, o que me parece mais importante neste momento, é não sentir a infância como sendo algo do passado. O mais bonito e difícil que podemos experimentar é deixar que o adulto que hoje somos vivencie a vida como se fosse uma criança. Viver o agora, sem preocupações com aquilo que ainda nem sequer aconteceu… cantar sem ter medo de parecer um tolo… andar à chuva… rir às gargalhadas… tocar nos outros… ver tudo de outra perspetiva, com tempo, com atenção ao detalhe: a borboleta a voar, os rostos das pessoas, o céu, as estrelas, o mar, o lixo… procurar agradar aos outros, mas com o coração aberto… parece-me que, mais importante do que a infância que tivemos, visto que nem todos têm o mesmo ponto de partida, é aquilo que de bom qualquer infância pode refletir na nossa vida agora, hoje, já. Leia este texto e depois… vá ser criança!

 

Sara Almeida

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 08:00  Comentar

Luanda | Angola

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Ana Martins

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Leticia Silva

> Maria João Enes

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Almeida

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Maio 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
17

18
20
22
24

25
27
29
31


Arquivo
2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Comentários recentes
O tempo, a arbitrariedade da vida e as fragilidade...
Obrigado SAPO.AO!!
E claro que é no "Cenas na net" mas este na homepa...
Torna-se 'repetitivo', mas no bom sentido que faze...
Presenças
Outras ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: