De carla ferreira a 8 de Março de 2009 às 18:58
Susana,

O Problema não é saber onde começa a loucura, mas sim quando termina.
Nem sempre somos capazes de enterder o que significa limite.... nem sempre nos aprecebemos que atingimos esse mesmo limite, entao continuamos em circulos construindo um fundo de loucura ....

De Susana Cabral a 7 de Março de 2009 às 22:23
Carla

Quando se atingido um limite e continuamos a viver nesse limite desconhecendo o seu fim poderá ser um alerta...
Um alerta que te esta a avisar que talvez tenha chegado a hora de mudares de direcção procurar e permitir a ti mesmo um bocadito de "loucura" se isso significar fazeres o que tens vontade para te sentires feliz.

De Filipa Rocha a 4 de Março de 2009 às 16:52
Carnaval é sinónimo de fantasia, humor e alegria... Estas deviam ser regras para todos os dias, sem claro ferir susceptibilidades, acho que deveríamos aproveitar um pouco do que é o espírito que se vive no Carnaval e aplica-lo ao dia a dia que muitos teimam em tornar cinzento e sem graça! Ás vezes uma boa gargalhada faz milagres por nós.
Carnaval podia ser "quando o homem quiser"... onde é que eu já ouvi isto??? :)

De carla ferreira a 4 de Março de 2009 às 14:43
Loucura??? Tens toda a razão no que escreves, loucura é ter vontade e não poder e ter de conviver com isso.
Loucura é deixar tudo na vida para correr a procura de algo... loucura é atingir o limite sem saber qual é o fim.

Gracias

De Liliana a 4 de Março de 2009 às 11:24
É verdade. O Carnaval é o único dia em que todos se podem transformar no que mais desejam sem ser condenados. Para mim quem mais aproveita este dia são mesmo as crianças. Elas sim gozam este dia como ninguém. Mas, no fundo, no fundo, o que eu queria era que todos os dias fossem um Carnaval...

De Pat a 2 de Março de 2009 às 21:27
porque a sociedade não nos permite ser "loucos" todos os dias... na verdade será essa a nossa maior loucura...

De Liliana a 2 de Março de 2009 às 01:11
De facto no Carnaval é o único dia do ano em que podemos libertar as nossas folias, tolices, e muitas vezes mostrar como realmente somos ou gostaríamos de ser. Rir e fazer rir deveria ser uma constante na nossa vida e não uma obrigação deste dia, pois deveríamos enfrentar a vida com um sorriso e ultrapassar os obstáculos com a mesma energia contagiante com a qual o Carnaval nos transforma.