De Susana Cabral a 16 de Maio de 2009 às 23:07
Na minha opinião as nossas escolhas devem ter como principal fonte as nossas vontades, concretizar os nossos desejos. Se para isso implicar ficar rotulado de "ovelha negra" paciência sempre e' melhor do que viver arrependido e com pena de não termos vivido de forma a atingirmos o sentido da vida

De Susana Cabral a 16 de Maio de 2009 às 23:02
Sejam quais foram as escolhas que fizermos na vida, para mim e' sempre importante assumirmos as responsabilidades dos nossos actor, tendo sido estas escolhas erradas ou correctas.
Concordo quando diz que o deveremos fazer de cabeça erguida e nem sempre isso poderá significar começar de novo. Mas se a mudança for a resposta teremos então , como diz ter coragem e seguir em frente.

De Filipa Rocha a 15 de Maio de 2009 às 15:03
Se pensarmos que a vida é feita para a vivermos o melhor possível, é uma grande verdade que não devemos lutar contra a vontade, nem devemos fazer o "politicamente correcto" se não é isso que nos faz feliz! E se o que nos apetece é mesmo "partir a loiça" então venham os cacos!!!

De Jac a 9 de Maio de 2009 às 20:13
As escolhas que fazemos e as atitudes a elas inerentes são aquilo que forma a nossa história de vida... depois de concretizadas não há forma de voltar atrás. Por essa mesma razão se torna difícil escolher, porque aquilo que queremos nem sempre é o que os outros estão à espera ou o moralmente aceitável e perante tal panorama ou acabamos por ser ovelhinha negra" ou por viver uma vida que não queremos. Este é, sem dúvida, um tema com panos para manga...

De Liliana Magalhaes a 9 de Maio de 2009 às 18:48
Acho que a vida é feita de escolhas, às vezes para o bem, outras para o mal. Quando erramos no caminho a seguir, ou no que reside os nossos sonhos e aspirações, devemos tentar começar de novo, de cabeça erguida. É certo que por vezes implica quebrarmos as nossas rotinas e derrubar as barreiras com que nos deparamos no dia a dia, mas para vivermos em pleno sentido devemos ter a coragem da mudança.