De Smith a 15 de Dezembro de 2009 às 13:37
Obrigado, Cidália. Gostei muito do seu comentário cirúrgico. A ideia é precisamente essa. Um abraço.

De Cidália Carvalho a 14 de Dezembro de 2009 às 22:43
Desculpa, o comentário anterior não era para sair anónimo.

De Anónimo a 14 de Dezembro de 2009 às 22:41
Smith,
Gostava de poder acreditar que há tanto Natal na criança que recebe muitos brinquedos como no idoso que sózinho e doente tem por companhia os pombos... é que se o Natal é democrático e todos o podem viver, a verdade é que alguns vivem-no como podem e não como querem.

Gostei muito do texto.
Fica bem!