De psicoedu a 23 de Janeiro de 2009 às 14:58
Olá!

Desde já quero felicitar trazer este tema para aqui.
Pois é um assunto que nos deve preocupar.
Cerca de 50% dos fármacos utilizados em crianças nunca foram testados neste grupo etário, sendo que no subgrupo dos recém-nascidos esta percentagem ascende aos 65%. Segundo a CE, os médicos recorrem com frequência à adaptação das dosagens do adulto para a criança, mas os efeitos secundários desta forma de actuação são frequentes. E para quem tem um recém-nascido em casa isso é uma preocupação na realidade. Cabe a cada um de nós passarmos a mensagem , alertarmos para os perigos do que pode curar, embora, nestas situações, por vezes, nada podem fazer...

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres